Lipoescultura

Também conhecida como lipoescultura, a lipoaspiração remodela áreas específicas do corpo, removendo o excesso de depósitos de gordura, melhorando os contornos do corpo e a proporção

A base continua a mesma: aspirar a gordura localizada e, é claro, indesejada. A evolução: a possibilidade de retirar esses excessos sem deixar resquícios, que muitas vezes exigem uma segunda operação para serem eliminados, além de destruir menos colágeno da camada superficial adiposa do corpo, prevenindo, assim, a flacidez. Essas são só algumas das vantagens da lipomioescultura.

A lipomioescultura deixa o contorno mais definido. Como os movimentos feitos com a cânula não são aleatórios conseguimos melhores resultados no tratamento do contorno corporal obtendo menos irregularidades e maior retração da pele. Isto pode ser explicado pela ausência de ilhas de gordura que ''restavam'' na antiga técnica, o ''criss-crossing''. Outra vantagem é que o paciente sente menos dor e o pós-operatório é mais tranquilo, com menos inchaço, menos traumas.

Cirurgia

A lipoaspiração é realizada através de pequenas incisões, imperceptíveis.

Primeiramente, solução líquida estéril é infundida para reduzir o sangramento e o trauma. Em seguida, um tubo oco fino (cânula) é inserido através destas incisões para soltar o excesso de gordura, utilizando um controlado movimento de vaivém.
A gordura deslocada é, então, aspirada para fora do corpo, utilizando um aspirador cirúrgico ou seringa ligada à cânula.


A melhora do contorno corporal será aparente quando o inchaço e a retenção de líquido diminuírem. Com práticas contínuas de dieta saudável e de atividade física, a perda de tecido adiposo em excesso deve ser preservada. No entanto, ganho de peso substancial pode alterar o resultado obtido com a cirurgia.

Recuperação Pós-Operatória

A maioria dos pacientes retorna às suas atividades laborativas em aproximadamente 7 a 10 dias e às atividades físicas em tono de 30 a 60 dias, dependendo do tipo de trabalho, do tipo de atividade física e da evolução pós-operatória de cada paciente.

Devem-se utilizar malhas de compressão elástica e espumas modeladoras por um período de 30 a 60 dias visando maximizar a aderência dos tecidos e acelerar a reabsorção do edema (inchaço) e remodelação corporal. Sessões de drenagem linfática devem ser iniciadas tão logo o paciente tolere a realização do procedimento.

Assim como na maioria das cirurgias plásticas, o contorno final pode ser apreciado somente após a acomodação total dos tecidos e a reabsorção total do inchaço, que ocorrem geralmente após 3 a 6 meses.

Este site obedece às Normas e Diretrizes do CODAME (Comissão de Divulgação de Assuntos Médicos), de acordo com o Conselho Federal de Medicina (CFM). Os Assuntos aqui abordados têm apenas o intuito de informar a população. Sempre consulte o seu médico antes de ser submetido a qualquer tipo de tratamento

Santos & Região: (13) 32242294 / (13) 997533819

São Vicente: (13) 32080800

Boituva & Região: (15) 33631544 / (15) 997423665

Bauru & Região: (14) 32232600

Contatos:

© Todos direitos reservados Fabricio Francischone