PMMA e seus riscos!!!




Primeiramente vamos entender do que se trata essa substância. PMMA é uma sigla para polimetilmetacrilato. É um material que preenche volumes do tecido, usado em preenchimentos que alteram algumas formas do corpo, procedimento chamado por alguns profissionais de bioplastia. Ele é um tipo de plástico, apresentado em um formato de microesferas.


Sua aplicação é feita através de microcânulas, semelhantes a uma agulha sem ponta. Vale destacar que o preenchimento com PMMA é um procedimento ambulatorial, ou seja, deve ser feito em ambiente hospitalar.


Existem controvérsias sobre qual a quantidade segura que pode ser aplicada no organismo sem causar nenhum tipo de complicação. As aplicações feitas no rosto e pequenas regiões geralmente não oferecem riscos, enquanto a região dos glúteos, por exemplo, por necessitar de uma quantidade maior de PMMA, pode trazer complicações – caso o produto aplicado não seja de boa qualidade.


Atualmente algumas marcas já produzem PMMA composto por microesferas altamente purificadas, suspensas uniformemente em um veículo gel a base de água e de síntese orgânica não alérgico. Esse produto de última geração utiliza tecnologia UMSS (Uniform Microsphere Smooth Surface), para conferir às microesferas uma superfície extremamente lisa, livre de impurezas e diâmetro exato de 40 micras, fatores que garantem segurança e melhores resultados ao paciente.


É muito importante escolher bem o cirurgião que irá aplicar o PMMA, pois somente cirurgiões plásticos membros da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) podem executar a técnica. Também é indispensável pesquisar sobre a qualidade do produto utilizado, pois não são todas as marcas presentes no mercado que são totalmente seguras.


Posts Em Destaque
Posts Recentes