Este site obedece às Normas e Diretrizes do CODAME (Comissão de Divulgação de Assuntos Médicos), de acordo com o Conselho Federal de Medicina (CFM). Os Assuntos aqui abordados têm apenas o intuito de informar a população. Sempre consulte o seu médico antes de ser submetido a qualquer tipo de tratamento

Santos & Região: (13) 32242294 / (13) 997533819

São Vicente: (13) 32080800

Boituva & Região: (15) 33631544 / (15) 997423665

Bauru & Região: (14) 32232600

Contatos:

© Todos direitos reservados Fabricio Francischone

Transplante Capilar - Cirurgia da Calvíce

A moderna cirurgia da calvície busca, sobretudo, a naturalidade. Técnicas avançadas evitam o resultado artificial deixando o tal efeito “cabelo de boneca” como entidade do passado. Entre 2 e 3 meses de pós-operatório começam a aparecer os fios de cabelo definitivos e naturais. O procedimento cirúrgico é seguro, realizado com anestesia local e sedação assitida por anestesista, com alto nível de qualidade, pós-operatório confortável, sem a necessidade do afastamento das atividades normais. A cicatriz da área doadora fica totalmente escondida tanto no pós-operatório imediato como no tardio.

Cirurgia

 

O transplante de cabelo envolve a remoção de pequenos pedaços de enxertos de cabelo de uma área doadora e sua recolocação em uma área sem cabelo ou com pouco cabelo. Os enxertos variam em tamanho e forma. Enxertos de formato redondo geralmente contêm cerca de 10-15 fios de cabelos. Mini-enxertos contêm cerca de 2-4 fios de cabelos e os micro-enxertos contêm cerca de 1-2 fios de cabelos. Técnicas mais modernas utilizam unidades foliculares. Geralmente, várias sessões cirúrgicas podem ser necessárias para se obter o resultado desejado e, um intervalo de vários meses para cicatrização é, normalmente, recomendado entre cada sessão. Pode levar até dois anos para que se veja o resultado final de todo o procedimento. A quantidade de cobertura que você vai precisar é, em parte, dependente da cor e da textura do seu cabelo. Pelos grossos, cinza ou de cor clara proporcionam melhor cobertura que cabelos finos e de cor escura. O número de unidades transplantadas na primeira sessão varia de acordo com cada indivíduo, mas a média é de cerca de 50. Para mini-enxertos e micro-enxertos, o número pode ser de até 700 por sessão. Para a técnica utilizando unidades foliculares, este número chega a 800. Pouco antes da cirurgia, a “área doadora” será cortada para que os enxertos possam ser facilmente acessados e removidos. Para enxertos com punch, o médico pode utilizar um instrumento parecido com um tubo, especialmente feito de aço carbono afiado que perfura o enxerto e o remove da área doadora para que possa ser recolocado na área a ser coberta, geralmente, no couro cabeludo frontal. Para outros tipos de enxerto, o médico irá usar um bisturi para remover pequenas seções de cabelo do couro cabeludo, que serão divididas em seções pequenas e transplantadas para pequenos orifícios ou fendas no couro cabeludo. Quando os enxertos são removidos, o médico pode injetar, periodicamente, pequenas quantidades de solução salina no couro cabeludo para manter a resistência adequada da pele. Os orifícios do local doador podem ser fechados com pontos – para os enxertos com punch, um único ponto pode fechar cada orifício; para os demais tipos de enxerto, haverá uma pequena cicatriz linear. Os pontos são geralmente escondidos pelo cabelo circundante. Em sessões subsequentes, os espaços entre os enxertos serão preenchidos com enxertos adicionais. O seu médico irá tomar muito cuidado na remoção e colocação de enxertos para garantir que o cabelo transplantado cresça em direção natural e que o crescimento do cabelo na área doadora não seja prejudicado. Após a finalização da sessão, o couro cabeludo irá ser limpo e coberto com gaze. Pode ser necessário usar bandagem de compressão por um dia ou dois. Alguns médicos preferem não utilizar as bandagens.

Os cirurgiões plásticos são os líderes em expansão de tecido, um procedimento comumente utilizado em cirurgia reconstrutora para reparar queimaduras e lesões com perda significativa de pele. A sua aplicação em cirurgia de transplante capilar tem apresentado resultados excelentes, em um período relativamente curto de tempo.
Nesta técnica, um dispositivo parecido com um balão, chamado de expansor de tecido, é inserido por baixo do couro cabeludo, próximo à área calva. O dispositivo é gradualmente inflado com solução salina durante algumas semanas, fazendo com que a pele se expanda e cresçam novas células da pele. Este procedimento cria uma saliência sob o couro cabeludo, em particular depois de várias semanas. Quando a pele sob o cabelo foi esticada o suficiente, geralmente cerca de dois meses após a cirurgia, outro procedimento é realizado para trazer a pele expandida ao longo da área para cobrir a área adjacente à área calva.

Recuperação Pós-Operatória

Como você se sentirá após a cirurgia dependerá da extensão e da complexidade do procedimento. Dor, latejamento e tensão excessiva podem ser controlados com medicamento para dor prescrito pelo médico. Se bandagem for utilizada, as mesmas são normalmente removidas no dia subsequente. Você pode lavar, cuidadosamente, o cabelo dentro de dois dias após a cirurgia. Quaisquer pontos serão removidos em uma semana a 10 dias. Discuta com o seu médico a possibilidade de haver inchaço, equimose (mancha roxa) e drenagem. Como as atividades extenuantes aumentam o fluxo sanguíneo para o couro cabeludo podendo causar sangramento, você será orientado a evitar exercício intenso e esportes de contato por, pelo menos, três semanas. Alguns médicos também aconselham que a atividade sexual seja evitada por pelo menos 10 dias após a cirurgia. Para se certificar de que as incisões cicatrizaram adequadamente, o seu médico provavelmente vai querer vê-lo, várias vezes, durante o primeiro mês, após a cirurgia. É importante que você siga as orientações médicas e compareça às consultas de retorno.